Fevereiro 2018

Incompreensível CP

05

A incompreensível CP

 

Passei três dias em pleno desfrute com a minha magnífica cadela, respeitando em todos os locais o espaço dos restantes e cumprindo com aquilo que é esperado por parte dos outros e consequentemente tendo tido colaboração de várias pessoas que se ofereceram no sentido de possibilitarem a presença da minha Zumba. Na verdade consegui passar 3 dias sem meio de transporte próprio, viajando de Lisboa - Covilhã e subindo à serra até à Torre. Pelo caminho fiquei num maravilhoso turismo rural onde acolheram a minha cadela com muito carinho, um taxista transportou-nos mesmo tendo fobia destes animais por ter sido mordido anteriormente, num pequeno restaurante em Manteigas deixaram-me almoçar com a Zumba deitada ao meu lado, e na Tentadora na Covilhã convidaram-na a entrar e aguardar até à hora do comboio. Bem, o romance acaba e começa o filme de terror, ao entrar no comboio para regressar a Lisboa instalei-me como sempre e logo após a partida do mesmo sou abordado pelo sr. Revisor, que me diz que tenho que colocar o açaime. No imediato coloco o açaime e logo de seguida o mesmo sr. pergunta se tenho bilhete, se tenho documentação do cão, se tenho boletim de vacinas e diz que não posso ter o cão no corredor, terá que ir entre os bancos, sendo que logo no instante seguinte ressalva que no meio dos bancos também não pode ser porque virá alguém para o lugar ao lado. A seguir diz que volta mais tarde. Quando regressa eu dou toda a documentação que é exigida pelas normas da CP e lei em vigor. E questiono o sr. sobre qual é a solução para a situação do local da cadela, visto que por ela paguei 17,50€ para cada viagem e para mim 11,50€. Este profissional dedicado da CP disse que não tinha solução, a solução seria o colega não ter vendido o bilhete. Moral da história, a CP vende bilhetes mais caros para os cães do que para os donos, não atribui lugar ao animal e este não pode ir no corredor nem entre os bancos, se tiver o tamanho do meu. Mas que belo negócio. No entanto fico feliz pois já fiz várias viagens na CP e tive muito boas experiências. Contudo as maçãs podres continuam a existir, mas como ao contrário da fruta estas não caiem sozinhas e não há ninguém que lhes dê uma varada, por vezes temos que levar com o que está estragado... Se calhar é por isto que o nosso país, infelizmente ainda está muito longe dos melhores. O que é mais triste é que poderia sê-lo.

The incomprehensible CP (Trains of Portugal)

I spent three days in full enjoyment with my magnificent dog, respecting in all places the space of the remaining and fulfilling what is expected from others and consequently having had the collaboration of several people who have offered to enable the presence of my Zumba. In fact I managed to spend 3 days without transportation, traveling from Lisbon to Covilhã and up the mountain to her top. Along the way I stayed in a wonderful rural tourism where they received my dog with a lot of affection. A taxi driver transported us despile being very scared with dogs because he was bitten when he was a kid. In a small restaurant in Manteigas they let me have lunch with oder costumers next to me, and at “Tentadora” in Covilhã invited me and Zumba to come in and wait until the hour of the train.

Well, the romance ends and the horror film begins, when I get on the train to return to Lisbon I installed myself as always and soon after the departure of the same I am approached by mr. train Reviewer, who tells me that I had to put the muzzle. Immediately I put the muzzle and soon after he asked me if I had a ticket, if I had a dog documentation, if I had a vaccination report and say that I can not have the dog in the aisle, I will have to go between the banks, and then the next moment he said the opposite because someone would come to the next place. Then he'll come back later. When he returne I give him all the documentation that is required by the norms of CP and law in force. And I question him about what would be the solution to the situation of the place of the dog, since for her I paid € 17.50 and for mine € 11.50. This dedicated CP professional said he had no solution, the solution would have been for the colleague had not to have sold the ticket. Moral of the story, the CP sells more expensive tickets for dogs than for the owners, it does not giving place to the animal and the animal can not go in the aisle nor among the banks if it is the size of mine. But what a beautiful deal. I'm happy though because I've done several trips to CP and I've had very good experiences. However rotten apples still exist, but as unlike the fruit do not fall alone and there is no one to give them a strand, sometimes we have to live with what is spoiled …

DSC_1722.JPG